Cadernos de Ideias, Textos & Imagens

Archive for PM|Yearly archive page

Imagens do ensaio «A vocação das perguntas» de Ricardo Gil Soeiro (Ítaca n.º2, pp. 140 – 160)

In Colaboradores, Ensaio, n.º2 on 24/10/2010 at 15:09

As imagens encontram-se ordenadas pelos números em que são citadas no ensaio, para aumentar cada uma clique sobre ela.

Lançamento

In Lançamentos, n.º2, nº1 on 18/10/2010 at 06:59

Durante o lançamento do nr.º2, no próximo dia 23 de Outubro, a Ítaca 2 será vendida com 10% de desconto, sendo assim o seu preço de 9.53 €. A Ítaca 2 e a Ítaca 1 custarão, adquirindo ambas, 15.00€.

Fotografia, n.º2

In Colaboradores, Conteúdos, Fotografia, n.º2 on 10/10/2010 at 19:33

A cura di Ricardo Ávila.

A capa que poderia ter sido (n.º2)

In Conteúdos, Fotografia, n.º2 on 10/10/2010 at 15:24

 

Fotografia de Ricardo Ávila.

Da minha vida tira um dia

In Colaboradores, Conteúdos, n.º2, Traduções on 10/10/2010 at 14:41

Cinco Poetas Árabes do al-Ândaluz/André Simões:

Abû Tammâm de Calatrava

Ibn Şara de Santarém

Ibn Zaidûn de Córdova

Muhja de Córdova

Wallāda bint al-Mustakfi de Córdova

Cinco Poetas Gregos/Manuel Resende:

Manolis Anagnostakis

Michalis Ganas

S.S. Kharkianakis

Tassos Leivaditis

Yiorgos Seferis

Os cigarros soltos nos bolsos: prosa breve, n.º2

In Colaboradores, Conteúdos, n.º2, Prosa Breve on 10/10/2010 at 14:38

André Simões

Gustavo Duarte

José Bértolo

Paulo Rodrigues Fereira

Pedro Miguel Gon

Ricardo Pardo

Ensaios, n.º2

In Colaboradores, Conteúdos, Ensaio, n.º2 on 10/10/2010 at 14:35

[reflexões sobre o movimento]

Pierre De Roo

[a forma musical de wong kar wai]

Fernando Guerreiro

[a vocação das perguntas]

Ricardo Gil Soeiro

Por praças quadradas: poesia, n.º2

In Colaboradores, Conteúdos, n.º2, Poesia on 10/10/2010 at 14:29

Filipe Gouveia de Freitas
J. P. Moreira
João Moita
José Salema
Luís Filipe Nunes
Paulo Tavares
Ricardo Gil Soeiro
Simão Valente
Tatiana Faia
Tiago Patrício

Ítaca, n.º1

In nº1, Verba Aliena on 26/08/2010 at 08:54

Se ‘Ítaca’ é ponto de partida, de chegada, ou iluminadora metáfora da própria viagem, eis o que pode ser fútil querer averiguar. Pelos trilhos estéticos e ensaísticos que parecem apostados em sulcar, estes «cadernos de ideias, textos e imagens» surgem como um projecto a seguir com atenção. A esse respeito, convém assinalar a interessante interacção suscitada entre linguagem icónica e verbal ao longo das suas páginas.
As rubricas cobrem áreas como a poesia, original e em tradução, o ensaio e a narrativa. Embora o ponto forte da revista não se situe na poesia – as páginas mais fortes são as consagradas ao ensaio –, é possível resgatar alguns versos mais impressivos de Luís Filipe Nunes, por uma certo domínio no manejo da imagem e do verso – «O dia está em derrocada,/ dentro em breve o desabamento será total» – e de Tatiana Faia, mercê de uma contenção prosódica, um estro classicizante, sem excessivas mesuras – «veio o deus e pousa a mão no teu ombro/ brinca ensaia a sombra perto/ segreda-te uma promessa ao ouvido/ um eco lento/ que repete uma voz de água/ mas ficas só e de vidro quando te espelhas/ na proximidade vaga dos corpos». Merecem referência as traduções de Catulo, a cargo de J.P. Moreira – às quais, queiram os fados, poderá juntar-se o restante ‘corpus’ catuliano, numa integral que se espera não leve muito a ver a luz do dia –, o trabalho de André Simões, com poetas árabes, como Adónis ou Mahmud Darwîsh, ou os poemas de Quasimodo, em tradução de Miguel João Ferreira. Atente-se nas curiosas micro-narrativas de Luís Ene e na sólida ficção de Rui Manuel Amaral. Refira-se o estudo de José Pedro Serra, uma detida consideração da palavra, nas suas incidências e repercussões, como veio do devir histórico, leito da cultura, motor de infinitos ecos. De notar, o extenso ensaio de Fernanda Gil Costa, que, «a propósito de ‘As Benevolentes’ de J. Littell», assina uma poderosa incursão na questão do mal, estanciando em obras como as de Coetzee ou Don DeLillo.

Texto de Hugo Pinto Santos

A Ítaca na Feira do Livro 2010

In Uncategorized on 13/05/2010 at 18:23

Amanhã, por volta das 18h30 no pavilhão da APEL falar-se-á da Ítaca num debate sobre poesia portuguesa contemporânea. A moderação estará a cargo de José Mário Silva. Os outros intervenientes serão Luís Filipe Cristóvão e Margarida Vale de Gato.